Ad 728x90

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Bolsonaro chega a 59% dos votos válidos em nova pesquisa; Haddad tem 41%

Bolsonaro chega a 59% dos votos válidos em nova pesquisa; Haddad tem 41%

O levantamento foi feito com 2 mil pessoas por telefone entre 13 e 14 de outubro e divulgado na manhã desta segunda-feira (15/10).


A nova pesquisa da BTG Pactual para o segundo turno das eleições presidenciais mostrou Jair Bolsonaro (PSL) com 59% dos votos válidos contra 41% de Fernando Haddad (PT). Na última pesquisa, divulgada em 1° de outubro, antes do primeiro turno, o capitão reformado receberia 43%, enquanto o petista teria 42%. Esse resultado indicava um possível segundo turno, ainda não concretizado à época. 

O levantamento foi feito com 2 mil pessoas por telefone entre 13 e 14 de outubro e divulgado na manhã desta segunda-feira (15/10). A margem de erro é de dois pontos percentuais. Quando não contados os votos brancos, nulos e indecisos, a pesquisa mostra um resultado de 51% para o capitão reformado e 35% para o petista. 

Segundo o documento, a maioria dos eleitores de Bolsonaro são homens. Ao todo, são 57% de votos masculinos contra 47% femininos. Já Haddad tem maioria feminina. São 36% de mulheres contra 33% de homens no cenário estimulado. 

Além disso, Bolsonaro tem vantagem em todas as regiões do país, exceto no Nordeste. Na região nordestina, o petista tem vantagem de 49% dos eleitores contra 29% do capitão reformado. No entanto, a rejeição de Haddad é de 53% contra 38% do candidato do PSL em todo o país.

O levantamento também mostrou que 69% "definitivamente" irão votar branco/nulo em 28 de outubro, data prevista para o segundo turno no Brasil. Ao todo, 70% dos entrevistados acreditam que o candidato do PSL será o vitorioso.


Fake News

Questionados sobre informações inverídicas, 47% dos entrevistados disseram que, ao longo da campanha eleitoral, receberam informações sobre política por meio de grupos de WhatsApp. Desses, 87% afirmaram que desconfiaram de que alguma notícia poderia ser falsa. 

Motivo 

A pesquisa também perguntou aos entrevistados o motivo da escolha. Ao todo, 84% dos eleitores de Bolsonaro disseram que acreditam que ele seja "a melhor opção", contra 78% de Haddad. Mas, "impedir a vitória de outro candidato" fez com que 10% escolhessem o candidato do PSL, e 15% no candidato do PT. 

Fonte:CB
Ataque de Haddad a Macedo é discriminação contra todos os evangélicos

Ataque de Haddad a Macedo é discriminação contra todos os evangélicos

Centenas de líderes religiosos repudiam tentativa do PT de provocar "guerra religiosa"
Por: Jarbas Aragão
Um movimento que une centenas de lideranças evangélicas de diferentes linhas está repudiando a tentativa do PT de provocar uma “guerra religiosa”. Após o ataque de Fernando Haddad (PT) contra o bispo Edir Macedo, 147 representantes de denominações de todo o país assinando uma carta de apoio à Igreja Universal do Reino de Deus.

Na sexta-feira (12), após participar de uma missa em uma igreja católica em São Paulo, o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT) criticou o apoio dado por Macedo à candidatura de Jair Bolsonaro (PSL). Chamando o bispo de ser um “charlatão fundamentalista”, insistiu que o apoio era provocado pela “fome de dinheiro”.

Estevam Hernandes, fundador da Renascer em Cristo, acredita que a declaração de Haddad foi um ataque contra todos os evangélicos. “Essa fala inconsequente demonstra a intolerância, e nós que cremos no amor, na tolerância, a repudiamos com veemência. Ela é inaceitável no momento que estamos passando, lutando para preservar a democracia no País, onde todas as crenças e ideologias precisam ser respeitadas”, assegurou.

Quem também mostrou indignação foi o fundador do Ministério Sara Nossa Terra, Bispo Robson Rodovalho. “É lamentável ver o PT, mais uma vez, discriminar os evangélicos e ainda semear a divisão entre as igrejas. Estamos em um país democrático, onde temos liberdade de escolha”, asseverou.

O pastor Galdino Júnior, das Assembleia de Deus Ministério Santo Amaro, que reúne mais de 800 igrejas, também opinou. “Acho inadmissível a fala do candidato do PT […] mostra claramente sua leviandade para atacar todas as instituições evangélicas que há muitos anos vêm realizando um trabalho social que é dever do governo. É um desequilíbrio notável para um homem que pleiteia o cargo mais importante do país.”

Outro que rejeita a tentativa de promoção de uma guerra religiosa é o pastor Edson Rebustini, presidente do Conselho de Pastores de São Paulo. “Católicos e evangélicos estão unidos em favor da família e contra a máquina de corrupção que o PT criou para financiar seu projeto de poder”, destacou

Veja aqui a relação das lideranças que assinaram carta de apoio ao bispo Edir Macedo e à Universal.

sábado, 13 de outubro de 2018

VEJA O VÍDEO!!! Fernando Haddad é chamado de “abortista” durante missa em SP. Assista

VEJA O VÍDEO!!! Fernando Haddad é chamado de “abortista” durante missa em SP. Assista

O candidato à Presidência Fernando Haddad (PT), participou de uma missa na zona Sul de São Paulo, na manhã desta sexta-feira (12). Enquanto estava na paróquia Santos Mártires, no Jardim Ângela, uma mulher afirmou que o político não poderia ter participado da comunhão por ser “um abortista”.


O petista rebateu:”Eu sou neto de um líder religioso. Você deve ser ateia.” A discussão foi gravada pela mulher em um vídeo que agora circula nas redes.

Incomodada, a mulher que não quis se identificar disse aos jornalistas que a presença de Haddad no templo era vista como um sacrilégio. “A Igreja Católica não permite. Ele é um abortista, não tinha que estar aqui dentro.”






Durante a missa de celebração do Dia de Nossa Senhora Aparecida , o padre Jaime Crowe disse que era uma honra receber Haddad, sua esposa Ana Estela, e a candidata a vice em sua chapa, Manuela D’Ávila (PCdoB). Os três sentaram na primeira fila.


Fonte: GP

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

SÓ NO BRASIL! Justiça libera 658 detentos para passar “feriadão” em casa

SÓ NO BRASIL! Justiça libera 658 detentos para passar “feriadão” em casa

O benefício teve início a partir das 9h desta quarta-feira (10) e segue até as 18h da próxima terça-feira (16)

    (Foto: Reprodução)
O Juízo da 1ª Vara de Execuções Penais da comarca da Ilha de São Luís disponibilizou a relação dos recuperandos do sistema prisional que estão aptos ao benefício da Saída Temporária do Dia das Crianças deste ano. Segundo o documento, estão autorizados à saída 658 internos do regime semi-aberto, se por outro motivo não estiverem presos, para visita aos seus familiares. O benefício teve início a partir das 9h desta quarta-feira (10), devendo os internos retornarem aos estabelecimento prisionais até as 18h da próxima terça-feira (16).

A Saída Temporária é uma previsão da Lei de Execuções Penais, que estabelece os requisitos para concessão do benefício nos artigos 122 e 123. Antes da saída, os beneficiados são submetidos a reunião de advertência, esclarecimentos complementares e assinatura do termo de compromisso.

Os recuperandos beneficiados com a Saída Temporária não poderão ausentar-se do estado do Maranhão; devem recolher-se às suas residências até as 20h; e não podem ingerir bebidas alcoólicas, portar armas ou frequentas festas, bares e similares. Até às 12h do dia 17 de outubro, os responsáveis pelos estabelecimentos prisionais devem comunicar ao Juízo da 1ª VEP sobre o retorno dos internos ou eventuais alterações.

Sobre a saída de presos, a VEP cientificou a Secretaria de Estado de Segurança Pública, Secretaria de Estado de Administração Penitenciária, Superintendência da Polícia Federal, Superintendência de Polícia Rodoviária Federal, e diretorias dos estabelecimentos penais de São Luís, para operacionalização das medidas estabelecidas na portaria.

DIREITO – Segundo a LEP, a autorização para saída temporária é concedida por ato motivado do juiz, ouvidos o Ministério Público e a administração penitenciária. Para ter direito ao benefício, o interno deve estar cumprindo a pena em regime semi-aberto e precisa ter cumprido, no mínimo, 1/6 (primários) ou 1/4 da pena (reincidentes); apresentar comportamento adequado na unidade prisional; além da compatibilidade entre o benefício e os objetivos da pena. 

A Lei de Execução Penal disciplina que o benefício da saída temporária será automaticamente revogado quando o beneficiário praticar fato definido como crime doloso; for punido por falta grave; desatender as condições impostas na autorização ou revelar baixo grau de aproveitamento do curso, quando for o caso. A recuperação do direito à saída temporária dependerá da absolvição no processo penal, do cancelamento da punição disciplinar ou da demonstração do merecimento do condenado.

REGIME – O regime semiaberto destina-se para condenações entre quatro e oito anos, não sendo casos de reincidência. Nesse regime de cumprimento de pena, a lei garante ao recuperando o direito de trabalhar e fazer cursos fora da prisão durante o dia, devendo retornar à unidade penitenciária à noite.

Fonte: CGJ/JP

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Pesquisa mostra Bolsonaro com 54% e Haddad com 46% no segundo turno

Pesquisa mostra Bolsonaro com 54% e Haddad com 46% no segundo turno

Votos nulos e brancos somam 7%, enquanto indecisos ou que não quiseram responder são 4%

Na primeira pesquisa de intenção de votos divulgada sobre o segundo turno presidencial, o candidato Jair Bolsonaro (PSL) aparece com 54% dos votos válidos e Fernando Haddad (PT), com 46%. O levantamento foi realizado pelo Idea Big Data, em parceria com a revista Veja. 

A pesquisa ouviu mais de 2 mil eleitores entre 8 a 10 de outubro e tem margem de erro de dois pontos percentuais. O documento foi divulgado na tarde desta quarta-feira (10/10). Votos nulos e brancos somam 7%, enquanto indecisos ou que não quiseram responder a pergunta chegou a 4%. É esperada ainda para hoje um levantamento realizado pelo Instituto Data folha.

No último domingo (7/10), Bolsonaro teve 46,03% dos votos válidos, o que correspondeu a 49,2 milhões de eleitores. Já Haddad alcançou 29,28%, equivalente a 31,3 milhões. Hoje, a equipe médica de Bolsonaro não liberou o candidato para participar de debates presidenciais. 

O primeiro debate estava previsto para ocorrer na quinta-feira (11/10), na TV Bandeirantes. Outros cinco estão previstos até 28 de outubro, data na qual está previsto o segundo turno das eleições.


Fonte:CB

terça-feira, 9 de outubro de 2018

“Assembleianos” do Maranhão se revoltam, após senadora eleita pela igreja declarar apoio à Haddad

“Assembleianos” do Maranhão se revoltam, após senadora eleita pela igreja declarar apoio à Haddad

O assunto tem gerado muita discussão, uma vez que a maioria dos evangélicos, principalmente da Assembleia de Deus, apoiam Bolsonaro

Por Caio Rangel
Deputada federal Eliziane Gama (PPS). e eleita senadora
 A Igreja Assembleia de Deus do estado do Maranhão elegeu a maioria dos candidatos que apoiou nas eleições do último dia 07 de Outubro. Dentre os políticos apoiados pela a igreja está a atual deputada federal Eliziane Gama (PPS).

Eliziane Gama foi candidata a senadora e obteve apoio total da Assembleia de Deus no maranhão, a atual deputada venceu com 27%, um total de 1,3 milhões de votos.

A senadora eleita é evangélica e filha do pastor Domingos Newton Gama. A igreja estaria comemorando se não fosse o fato da candidata se manifestar e declarar apoio ao presidenciável Fernando Haddad no segundo turno das eleições.

A cúpula da Assembleia de Deus no estado do Maranhão desaprova a atitude da deputada que teve uma votação considerável com o apoio dos líderes religiosos. O assunto tem gerado muita discussão, uma vez que a maioria dos evangélicos, principalmente da Assembleia de Deus, apoiam Bolsonaro.

Nas ruas as opiniões estão divididas, algumas pessoas alegam que ela está certa e tem que seguir as orientações do partido, enquanto outras pessoas não concordam com a decisão tomada pela deputada evangélica Eliziane Gama.

Assista ao vídeo da declaração da senadora eleita.

PT quer punição a pastores que fazem discurso “pró-Bolsonaro” em igrejas

PT quer punição a pastores que fazem discurso “pró-Bolsonaro” em igrejas

Tribunal Superior Eleitoral pode punir o que considera “abuso do poder religioso”

Pastor orando por Jair Bolsonaro. (Foto: Reprodução / Instagram)
A informação veiculada pelo jornal O Estado de São Paulo nesta terça-feira (9) é que a cúpula do Partido dos Trabalhadores pretende pedir “maior rigor” ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em relação aos pastores que estariam usando suas igrejas para pedir votos para Jair Bolsonaro (PSL).

Um dos argumentos usados é uma matéria veiculada pelo jornal Mensageiro da Paz, da Assembleia de Deus, maior denominação do Brasil. O material trazia uma tabela comparando o que pensa cada presidenciável sobre “questões de interesse dos cristãos”

Jair Bolsonaro é o único que aparece contra o aborto, o “casamento gay”, a liberação das drogas e a ideologia de gênero. Veiculada no início de setembro, o nome de Fernando Haddad não aparece pois ele ainda não era oficialmente candidato.
Tabela dos presidenciaveis no Mensageiro da Paz
Tabela dos presidenciáveis no Mensageiro da Paz.
Para o ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Marcelo Ribeiro esse tema ainda é novo no direito eleitoral. Ele diz que o TSE deve punir o que considera “abuso do poder religioso”.

Ao longo da campanha do primeiro turno, um número crescente de líderes cristãos se posicionou abertamente em favor de Bolsonaro.

Cientes da inclinação comunista das propostas do PT e as promessas de “avanço” em causas progressistas que são frontalmente contra os valores cristãos, muitos decidiram abraçar a campanha do capitão em vídeos na internet.

Alguns dos nomes mais conhecidos são Cláudio Duarte, Silas Malafaia (AD Vitória em Cristo), Samuel Câmara (Convenção da Assembleia de Deus no Brasil), bispo Edir Macedo (Universal), José Wellington (CGADB), R.R. Soares (Igreja Internacional da Graça de Deus), apóstolo Rina (Bola de Neve), Estevam Hernandes (Renascer em Cristo) e Robson Rodovalho (Confederação de pastores do Brasil).

Fonte:GP

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Acompanhe as datas dos próximos debates presidenciais na TV

Acompanhe as datas dos próximos debates presidenciais na TV

Serão seis encontros para debates, sendo o último no dia 26, véspera da eleição
Os candidatos à Presidência da República que foram ao segundo turno nas eleições 2018, Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), se enfrentam em seis debates ao longo deste mês. Após apuração das urnas, o militar somou 46,21% dos votos válidos, enquanto o petista alcançou 28,97%.

Confira o calendário dos debates:

11/10 – Band

14/10 – TV Gazeta

15/10 – RedeTV!

17/10 – SBT

21/10 – Record

26/10 – Rede Globo

Com informações: Fonte: Notícias ao Minuto/VG

sábado, 6 de outubro de 2018

Conheça a trajetória política do candidato Marcos Caldas 14.123

Conheça a trajetória política do candidato Marcos Caldas 14.123



Por: Valdivan Alves



Deputado Marcos Caldas, é natural da cidade de Brejo-MA, filho de família humilde, sua mãe Doralice é servidora pública aposentada e seu pai Antônio,  lavrador.


Marcos Caldas teve sua infância em Brejo, perdeu seu pai ainda na infância. Aos 20 anos, sua família passava por um momento financeiro delicado, quando decidiu sai de casa em busca de melhorar financeiramente  indo para Goiânia, onde arrumou seu primeiro emprego como vendedor de livros, se destacando com um dos mais bem sucedido em vendas se destacando como o melhor vendedor dentre os funcionários da empresa. 

Após alguns anos, voltou para o Maranhão. ao chegar passou a trabalhar por conta propia sendo, sacoleiro trazendo produtos do Paraguai. Sua trajetória mostra que Marcos Caldas nunca mediu esforços para trabalhar. sempre economizando e tendo perspectiva de crescer economicamente, investiu comprando uma casa lotérica, em Santa Inês, depois com venda de material de construção e por ultimo com vendas de carro. se tornando um empresario bem sucedido, mas sem esquecer suas raízes e vocacionado em ajudar o seu semelhante.

Com este objetivo Marcos Caldas, entrou para vida publica para que de forma mais abrangente pudesse viabilizar a realização de suas ações humanitária com aqueles que o procuram em busca de ajuda, foi que no ano de 2006, Marcos Caldas, lançou o seu nome pela primeira vez com candidato a deputado Estadual, Reconhecido por seu empenho como deputado estadual, ele também já ocupou a presidência da Assembleia Legislativa. Em pleno exercício do seu segundo mandato –eleito com o dobro de votos do que da primeira vez – ele é o autor do projeto que proíbe o fumo em ambientes fechados no estado maranhense.

Em 2014 por motivo de coligação ficou na suplência, mais logo a assumiu o mandato. Marco Caldas, é um dos grandes defensores do meio ambiente, zelando pela qualidade de vida, luta pelo bem está dos menos favorecidos, também se tornou um grande parceiro da APAE no estado.

Este é o perfil do candidato Marcos Caldas, que mais uma vez coloca seu nome para julgamento do eleitorado maranhenses neste pleito, com uma campanha limpa e transparente, sendo apoiado em mais de 35 municípios, dando conotação de uma vitoria no dia 07 de outubro

Marcos Caldas, avalia a sua campanha com um diferencial da que foi no pleito passado, e enfatizou,"Pois estou agregando mais Lideranças em mais de trinta e cinco municípios. O postulante do PTB e sua equipe trabalham, com a possibilidade de 45 mil votos, pois desejo ser o mais votado na minha coligação", concluiu o candidato.



É 14.123, rumo a vitoria!!!