Mostrando postagens com marcador Brasil. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Brasil. Mostrar todas as postagens

sábado, 10 de novembro de 2018

 ASSISTA O VÍDEO!! Bolsonaro: “quem tem de ensinar sobre sexo é mamãe e papai”

ASSISTA O VÍDEO!! Bolsonaro: “quem tem de ensinar sobre sexo é mamãe e papai”

Presidente faz transmissão ao vivo e destaca que “somos um país conservador”

Jair Bolsonaro em live de sua casa. (Foto: Reprodução / Facebook)
O presidente eleito Jair Bolsonaro continua optando pela comunicação direta com seus eleitores. Ao invés de convocar uma coletiva de imprensa, voltou a usar a transmissão ao vivo pelo Facebook para dialogar com a população.

Ao longo de cerca de 30 minutos, Bolsonaro comentou suas indicações para os ministérios e justificou o que o levou a indicar cada nome. Apresentando um breve currículo de cada um, teceu elogios a todos.

Também deixou claro que não está se importando com as eventuais críticas. Na mesa, em evidência dois livros que dissipam qualquer dúvida sobre a linha de pensamento do presidente: “A Mente Esquerdista. As Causas Psicológicas da Loucura Política‎”, do psiquiatra americano Lyle H. Rossiter e “Não, Sr. Comuna 2”, do brasileiro Evandro Sinotti.

Bolsonaro deu especial ênfase ao fato de não ser presidente ainda e estar sendo cobrado por decisões que cabem a Michel Temer como, por exemplo, vetar o aumento aos juízes do STF, que terá um efeito cascata sobre as contas públicas na casa dos bilhões.

Em determinado momento, o presidente eleito falou sobre países pequenos e desenvolvidos como Israel, Coreia do Sul e Japão. Repetiu então uma frase muito usada durante a campanha eleitoral: “Olha o que eles têm e o que eles são e olha para o que nós temos e o que somos”.

Embora não tenho dito quem serão seus próximos ministros, indicou que na semana que vem deverá anunciar os nomes dos titulares das pastas do Meio Ambiente, Saúde e Relações Exteriores.

“Educação é um ministério complicado”, enfatizou. Para ele, a prova do ENEM deste foi “absurdo” e citou a questão que versava sobre o “dialeto de travestis”. Bolsonaro subiu o tom e garantiu: “não vai ter isso no ano que vem”.

“Queremos que a molecada aprenda na escola algo que no futuro lhe dê liberdade para ganhar seu pão. E não fique com estas questões menores. Ideologia de gênero: que importância tem isso? Não fica perturbando com isso nas escolas, obrigando a molecada a estudar isso que não leva a lugar nenhum. Quem ensina sobre sexo é papai e mamãe, ponto e acabou”, destacou.

O futuro mandatário disse claramente que é preciso haver um entendimento de que “somos um país conservador”. Reiterando que ideologia de gênero é “besteira”, lembrou que as universidades públicas merecem atenção, pois viu na TV imagens de um centro acadêmico onde se via “maconha, preservativo no chão, cachaça na geladeira e tudo pichado”.

Deixou claro ainda que é “difícil mudar”, mas reiterou que “a maioria dos brasileiros que votaram em mim não querem mais isso”.

Assista!
    

Eleitores de Bolsonaro já doaram R$ 900 mil à Santa Casa de Juiz de Fora

Eleitores de Bolsonaro já doaram R$ 900 mil à Santa Casa de Juiz de Fora

Muitos optaram por depositar R$ 17,17 para reforçar sua motivação em doar



Quando o presidente eleito Jair Bolsonaroafirmou que iria doar a “sobra” de sua campanha para a Santa Casa de Juiz de Fora (MG), hospital onde foi tratado logo após o atentado contra sua vida, acabou impedido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Logo seus apoiadores iniciaram uma campanha nas redes sociais para que as pessoas doassem ao menos R$ 1,00 para ajudar o hospital filantrópico. Contudo, a maior parte dos depósitos na conta da instituição foi de R$ 17,17, numa alusão ao número do partido de Bolsonaro, o PSL.

A conta da Santa Casa, registrada no Banco do Brasil, contabiliza quase 40 mil depósitos voluntários que totalizam até o momento R$ 900 mil, mas a expectativa é que a campanha continue.

Em nota, o hospital esclareceu que não está promovendo vaquinhas virtuais e explicando sobre a conta para depósitos. “A conta do Banco do Brasil número 6367-3 da agência 4478-4 é, de fato da Santa Casa de Juiz de Fora, embora a agência apareça nomeada como se fosse de Santos – SP”.

Ao mesmo tempo, Fernando Haddad continua pedindo dinheiro para cobrir os gastos da campanha, que tem um déficit de cerca de 4 milhões. “Passamos R$ 1,5 milhão de reais, mas toda colaboração é bem-vinda e necessária”, diz o texto no site do PT.


Com informações:GP

quinta-feira, 8 de novembro de 2018

ASSISTA O VÍDEO! Bolsonaro surpreende Políticos ao exaltar a DEUS no Congresso Nacional

ASSISTA O VÍDEO! Bolsonaro surpreende Políticos ao exaltar a DEUS no Congresso Nacional

O presidente Bolsonaro surpreendeu a todos no congresso ao exaltar a Deus


O presidente Bolsonaro surpreendeu a todos no congresso ao exaltar a Deus durante sessão no congresso Nacional.

Bolsonaro afirmou que temos tudo para ser uma grande nação e com Deus na frente ele tem certeza que o Brasil vai mudar.

Com informações: GG

VIDEO MUITO FORTE! Veja o que Deus falou em Profecia para Bolsonaro dias antes da facada que quase o matou

VIDEO MUITO FORTE! Veja o que Deus falou em Profecia para Bolsonaro dias antes da facada que quase o matou

Durante culto Deus falou tremendamente o o candidato a Residencia Jair Bolsonaro.

Uma imagem publicada pelo pastor Reuel Bernardino, presidente do Gideões Missionários da Última Hora, mostra um pastor e uma mulher orando pelo abdômen do presidenciável Jair Bolsonaro.

Eles colocam as mãos literalmente na barriga de Bolsonaro enquanto oram, e segundo Reuel [que não aparece na foto], o pastor que orou sentiu a vontade de abençoar o abdômen do presidenciável.

Isso aconteceu no dia 29 de Abril, durante o Congresso Gideões Missionários da Última Hora (GMUH), deste ano, por tanto, alguns meses antes de iniciar oficialmente a campanha eleitoral, e claro, antes do atentado em que um homem com uma faca atingiu exatamente o local onde Bolsonaro recebeu a oração.


Fonte:GG

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Bolsonaro quer doar milhões da “sobra de campanha” para a Santa Casa; TSE proíbe

Bolsonaro quer doar milhões da “sobra de campanha” para a Santa Casa; TSE proíbe

Presidente eleito recebeu quase R$ 3,7 milhões de doações

Por: Jarbas Aragão


O presidente eleito, Jair Bolsonaro, usou o Twitter nesta terça-feira (30), para anunciar que fará uma vultuosa doação para a Santa Casa de Juiz de Fora (MG). Sua campanha teve um custou total de R$ 1.721.537 e as doações de pessoas física declaradas à Justiça Eleitoral pelo PSL totalizam R$ 3,7 milhões por meio de “vaquinhas virtuais”. Sendo assim, ficou um saldo de pelo menos 2 milhões.

Bolsonaro doará essa “sobra” para o hospital beneficente onde foi operado após ser vítima de um ataque a faca, no dia 6 de setembro. O político disse estar confiante que as pessoas que fizeram as doações “estarão de acordo” com sua decisão.

Nossa campanha custou cerca de R$ 1,5 milhão, menos que a metade do que foi arrecadado com doações individuais. Pretendo doar o restante para a Santa Casa de Juiz de Fora, onde nasci novamente. Acredito que aqueles que em mim confiaram estarão de acordo. Muito obrigado a todos!

O prazo de prestação de contas de campanha encerra em 17 de novembro. Por isso, os valores ainda não são oficiais. Horas depois da declaração de Bolsonaro, o TSE disse que isso não é possível. O Tribunal informou em nota que “a legislação eleitoral não permite a doação, uma vez que as sobras de campanha devem retornar ao partido e o comprovante de transferência deve ser enviado junto com a prestação de contas à Justiça Eleitoral”.

A repercussão do anúncio de doação do presidente nas redes sociais foi positiva, com muitos usuários expressando admiração pelo gesto incomum em um país onde os políticos com frequência viram notícia por tirar dinheiro e não doá-lo.

A campanha do PSL optou por abrir mão do Fundo Especial de Financiamento de Campanha, dinheiro do contribuinte e custou 20 vezes menos que a de Fernando Haddad (PT), que declarou ter gasto R$ 34.400.867. A mais cara do primeiro turno foi a de Henrique Meirelles (MDB) que destinou R$ 57.030.000 para as eleições.

Santa Casa passa por dificuldades

A Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora foi responsável pelo primeiro atendimento a Bolsonaro após o golpe desferido por Adelio Bispo de Oliveira durante o comício na cidade.

A instituição é uma das muitas entidades filantrópicas do país que passa por dificuldades financeiras. Tendo completado 164 anos 30 dias antes de receber o então presidenciável, ela convive com prejuízos relacionados a repasses do SUS que ultrapassam R$ 27 milhões, segundo levantamentos de 2017.

Seu maior problema é a defasagem da tabela de repasses do Sistema Único de Saúde (SUS). Mais de 70% dos atendimentos realizados pelo hospital no ano passado foram destinados a pacientes do SUS.

O tratamento oferecido a Bolsonaro, que ocupou um dos 523 leitos da casa antes de ser transferido para São Paulo, também foi pelo sistema público.

Fonte:GP

terça-feira, 30 de outubro de 2018

Vai fazer ENEM no domingo? Professor de português dá dica para a redação

Vai fazer ENEM no domingo? Professor de português dá dica para a redação

Na hora da redação, diante da folha em branco, como começar a escrever? O professor Diogo Arrais ensina como exercitar a criatividade e a escrita.


Sensação entediante é estar frente a uma página em branco – no escritório ou na sala de aula – e perceber faltar a ideia. São aqueles vários começos e recomeços alimentadores da insatisfação. Todos os escritores já passaram por isso.

Há uma analogia da qual gosto muito: escrever é como tocar Piano. Existem os que se esforçam para o estudo da Música; os que – mesmo sem tamanho talento – praticam a ponto de profissionalizarem-se; os que têm professores; os que conseguem brotar amor pelo que fazem.

Por que preciso escrever? Porque o meu ofício exige isso; com a fina escrita, posso ser visto; meu sonho pode transformar-se em realidade; as palavras bem-educadas garantirão uma comunicação admirada; com admiração, um profissional estará sempre (ou durante muito tempo) na memória das pessoas.

Desconheço quem não dobra os joelhos à elegância da caneta, às sutilezas da inversão oracional, ao tempero de determinada ironia, à educação de vocativos racionais, ao fechamento chique. Um ser consciente do poder vocabular passa a ganhar asas, a ver sentimento, a saber a força do sinestésico, a pensar mais antes de quaisquer registros, a pesquisar para conferir autenticidade, a agradar sem bajular hipérboles malfeitas.

E quando faltar a ideia? É abrir um poema de Drummond e observar atento o radical do termo “restaurante”: restaure-se. Quando o tanque criativo estiver quase vazio, é embebedar-se da Literatura. Sugiro Crônicas, Poemas, Romances Clássicos, Contos. O mais importante – neste parágrafo de orações tão curtas – é: seja curioso e detalhista. Abrace uma nova palavra, como se conhecesse uma nova pessoa; é essa aparente loucura, nada literal, que engravidará sua percepção de Escrita: o processo demorará meses, mas enfim chegará o dia…o dia em que o aplauso encontrará sua habilidade comunicativa; o dia em que muitos perguntarão a você: “Onde diabos você consegue achar tantos novos termos, lágrimas e ideias?”

Será hora das respostas clichês: valorize o dicionário; faça como o Buarque e tenha um Analógico; leia Manoel de Barros; estude a Gramática de sua Língua, como se estudasse a estratégia de uma batalha; treine, treine e treine, a recompensa vocabular virá.

Sem a consciência do plural, a mensagem pode (e até deve) chegar; sem a devida pontuação, um texto também seguirá o seu destino; até mesmo sem quaisquer processos normativos, quaisquer ideias hão de levar o pensamento a algum lugar. No entanto, a pergunta do escritor (também locutor) pode ser: “Como minha palavra chegará àquele tímpano? Como causarei determinada reflexão? Como atingirei meu objetivo (pessoal ou profissional) usando tais sílabas, tons e construções?”

Um homem ciente da palavra polida não apenas convence: adentra respeitosamente o coração alheio, ansioso (deixo uma proposital ambiguidade com esse termo no masculino) para mudar, aprender e ajudar.

DIOGO ARRAIS
YouTube: MesmaLíngua
Autor Gramatical pela Editora Saraiva
Professor de Língua Portuguesa
Fundador do ARRAIS CURSOS
Prefeituras recebem R$ 1,9 bilhão de FPM nesta terça-feira (30)

Prefeituras recebem R$ 1,9 bilhão de FPM nesta terça-feira (30)

 Novamente menor, último FPM de outubro será transferido na terça

Com valor menor, o último repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) do mês será transferido aos cofres municipais nesta terça-feira, 30 de outubro. Pouco mais de R$ 1,9 bilhão será partilhado entre as 5.568 localidades, considerando o desconto do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Sem essa retenção, o montante aumenta para R$ 2,3 bilhões.

O levantamento FPM: 3º repasse de outubro de 2018 da Confederação Nacional de Municípios (CNM) sobre o repasse, chamado de terceiro decêndio, explica que a base de cálculo considera o período de 11 de setembro a 20 deste mês. Geralmente, o repasse representa 30% do valor total repassado no mês. Com base nas informações da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), a entidade calcula que o Fundo será 7,45% menor, em comparação com o mesmo período de 2017 e em termos nominais. Quando se considera os efeitos da inflação, a redução sobe para 11,09%.

No entanto, mesmo com a retração mostrada acima, quando se considera o valor do mês, o Fundo de outubro teve crescimento de 5,79%. No mesmo mês do ano passado, os Municípios partilharam R$ 5,9 bilhões. A soma dos três repasses deste ano foi de R$ 6,2 bilhões. “Com valores deflacionados, evidencia-se um comportamento positivo ao longo do ano, com os meses de fevereiro, maio e junho representando as melhores taxas de crescimento até então, comparado com os mesmos resultados de 2017”, mostra o levantamento.

A área de Estudos Técnicos da CNM explica: do total repassado, os Municípios de coeficientes 0,6 ficarão com o valor de R$ 480.054.517,74, ou 20,03% do que será transferido. Eles representam 44,36% do total de prefeituras. “Os Municípios de coeficiente 0,6 se diferem para cada Estado, uma vez que cada um recebe um valor distinto fruto da participação no Fundo, ou seja, os Municípios 0,6 no Estado de Roraima se diferem dos Municípios 0,6 do Rio Grande do Sul”, expõe o levantamento. 

Distribuição
Como exemplo, a Confederação menciona um Município 0,6 do Goiás, que receberá o valor bruto de R$ 178.008,46, enquanto que um Município do Estado do PR receberá o valor bruto de R$ 216.175,68, sem os descontos. “Já os Municípios de coeficientes 4,0 – que somam 2,93% deles – ficarão com o valor de R$ 298.458.331,14, ou seja, 12,45% do total que será transferido”, menciona o documento da CNM.

O presidente da CNM, Glademir Aroldi, explica que os dois últimos – repasses inferiores ao do ano passado – demostram, claramente, a sazonalidade do FPM e a distribuição não uniforme ao longo do ano. “Ao avaliar o comportamento do FPM, mês a mês, percebe-se que os repasses ocorrem em dois ciclos distintos. No primeiro semestre há as maiores transferências, com destaque para os meses de fevereiro e maio. Em julho a outubro, ocorre um novo ciclo, com repasses significativamente menores, inclusive em setembro e outubro”, destaca o líder municipalista.

Com informações: Agência CNM de Notícias)

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

RealTime Big Data: Bolsonaro tem 12 pontos de vantagem sobre Haddad

RealTime Big Data: Bolsonaro tem 12 pontos de vantagem sobre Haddad

Levantamento realizado com 5.000 eleitores mostra o candidato do PSL com 56% dos votos válidos e o petista com 44%

                                 Bolsonaro e Haddad oscilaram na margem de erro

A pesquisa divulgada nesta quinta-feira (25) pelo instituto RealTime Big Data mostra que o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, tem 56% dos votos válidos, contra 44% de Fernando Haddad(PT).

Os votos válidos consideram apenas as citações direcionadas para um dos dois candidatos, sem contabilizar os votos brancos, nulos e os indecisos. A contabilização é a mesma utilizada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) no momento da apuração.



A comparação com a última pesquisa do instituto, divulgada na segunda-feira (22), mostra que a vantagem de Bolsonaro sobre Haddad caiu de 16 para 12 pontos. De acordo com os dados, o petista oscilou dois pontos percentuais para cima e o candidato do PSL recuou o mesmo tanto.

Entre os votos totais, Bolsonaro aparece no levantamento com o preferido de 49% dos eleitores e o petista foi citado por 38%. Votos brancos e nulos somam 8% e 5% disseram ainda não saber quem vão escolher no próximo domingo (28).

Encomendada pelo próprio RealTime Big Data, o levantamento ouviu 5.000 eleitores no dia 24 de outubro, tem margem de erro de 2 pontos percentuais e nível de confiança de 95%. A pesquisa está registrada no TSE sob o número BR-08980/2018.


com informações: R7

terça-feira, 23 de outubro de 2018

ASSISTA O VIDEO!! Haddad cita versículo inexistente no Roda Viva

ASSISTA O VIDEO!! Haddad cita versículo inexistente no Roda Viva

Candidato do PT insiste na narrativa que o “fundamentalismo” evangélico está por trás de Bolsonaro.

Fernando Haddad no Roda Viva. (Foto: Reprodução / Youtube)

O candidato à presidência pelo PT, Fernando Haddad, tem recorrido a um discurso “mais cristão” desde o 12 de outubro, quando participou de uma missa em São Paulo. Contudo, deixa claras evidências que não possui intimidade com esse tipo de questão.

O caso mais recente de seu atrapalho com temas religiosos deu-se durante a entrevista concedida ao programa Roda Viva desta segunda-feira (22). No último bloco, questionado pelo apresentador Ricardo Lessa sobre uma frase que o inspirava, arriscou: “Quem salva uma vida, salva o mundo inteiro”, que segundo ele é bíblica.

Acontece que esse é um ensinamento do Talmude, comentário rabínico de leis e tradições do judaísmo. O ditado tornou-se popular por conta de uma das cenas mais emocionantes do filme “A lista de Schindler”.


Mudança de perfil

Com longa carreira política, o ex-ministro da Educação de Lula e ex-prefeito de São Paulo nunca procurou mostrar-se particularmente devoto. Em meio às mudanças que sua campanha adotou após o primeiro turno, essa foi só mais uma.

Na missa que compareceu no dia 12, Haddad estaca ao lado da esposa e da vice, Manuela D’Ávila (PCdoB). Embora estivesse ali como qualquer outro fiel, aproveitou o momento para passar uma imagem diferente da que cultivara até então.

O padre Jaime Crowe, amigo de Lula, pediu voto no “13” e fez críticas a Jair Bolsonaro (PSL). No final da cerimônia, Haddad discursou na escadaria da igreja no Jardim Ângela. Afirmou então que a candidatura de Bolsonaro seria fruto do “fundamentalismo charlatão do Edir Macedo”, o que lhe rendeu maior antipatia de lideranças evangélicas.

Dias depois reuniu-se com pastores ligados à movimentos de esquerda, onde anunciou mudanças em seu plano de governo, retirando a proposta de legalização das drogas. Também comprometeu-se, caso eleito, em não encaminhar projeto de lei para a legalização do aborto. As pesquisas de intenção de voto mostram que a ação não teve resultado no segmento evangélico do eleitorado.

Tendo reiterado em entrevistas recentes que vem de uma família cristã, Haddad arriscou um “Deus nos abençoe” em programas de seu horário eleitoral. No sábado (20) Haddad envolveu-se em outra polêmica em sua tentativa de mostrar-se uma pessoa religiosa.

O petista ganhou uma Bíblia de presente durante um comício em Fortaleza, mas no dia seguinte o recém-eleito deputado federal pelo PSL do Cerará, André Fernandes gravou um vídeo mostrando que a cópia das Escrituras foi achada no chão, insinuando que Haddad a teria jogado fora.

O ex-prefeito de São Paulo negou e afirmou que o Bíblia fora furtada juntamente com o celular de um assessor que estava no palanque. Contudo, não mostrou B.O. do ocorrido e só falou sobre o tema após o vídeo de Fernandes viralizar.

Fonte:GP
Petrobras anuncia redução de 2% no preço da gasolina nas refinarias

Petrobras anuncia redução de 2% no preço da gasolina nas refinarias

A partir de hoje (23), o litro do combustível passará a ser negociado a R$ 2,0639, segundo informou a estatal
Foto de reprodução
A Petrobras anunciou ontem (22) uma redução de 2% no preço da gasolina comercializada em suas refinarias.

A partir de hoje (23), o litro do combustível passará a ser negociado a R$ 2,0639, segundo informou a estatal.

Essa é a sétima queda consecutiva do preço, que desde 22 de setembro, quando custava R$ 2,2514 por litro, já recuou 8,33%.

Desde o início do mês de setembro a empresa vem anunciando diversos reajustes, no preço do combustível nas refinarias.

No dia 6 de setembro, a diretoria da companhia petrolífera anunciou que além dos reajustes diários da gasolina,terá a opção de utilizar um mecanismo de proteção (hedge) complementar.

Como informações:IM
RealTime Big Data: Bolsonaro tem 58% dos votos válidos; Haddad, 42%

RealTime Big Data: Bolsonaro tem 58% dos votos válidos; Haddad, 42%

Pesquisa encomendada pela RecordTV ouviu 5.000 eleitores e mostra o petista com rejeição de 52% dos eleitores, contra 43% do candidato do PSL

           Bolsonaro soma 16 pontos de vantagem sobre Haddad

O instituto RealTime Big Data divulgou nesta segunda-feira (22) uma nova pesquisa que mostra o candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, com 58% dos votos válidos. Fernando Haddad (PT) figura com 42% das intenções de voto.

O resultado dos votos válidos considera apenas as intenções de voto direcionadas para um dos dois candidatos, sem contabilizar brancos, nulos e as menções de indecisos.

Na comparação com a última pesquisa do instituto, divulgada na última quinta-feira (18), a diferença entre Bolsonaro e Haddad recuou de 20 para 16 pontos percentuais com a oscilação de dois pontos do petista para cima e do mesmo percentual do candidato do PSL para baixo.

A análise dos votos totais mostra Bolsonaro com a preferência de 52% dos entrevistados e Haddad como o escolhido por 37% dos eleitores. Brancos e nulos somam 7% e 4% disseram ainda não saber em quem votarão no próximo domingo (28).

Questionados sobre a possibilidade de mudar de voto até a ida às urnas, 49% dos que disseram votar em Bolsonaro afirmam estar decididos e 3% ainda podem mudar. Entre os eleitores de Haddad, 34% estão convictos e 3% podem trocar de candidato.

Encomendada pela RecordTV, a pesquisa RealTime Big Data ouviu 5.000 eleitores nos dias 19 e 20 de outubro. O levantamento tem margem de erro de 2 pontos percentuais, nível de confiança de 95% e está registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o código BR-09760/2018.

Rejeição

A pesquisa também perguntou em quem o eleitor "não votaria de maneira alguma". Na análise, Haddad foi citado por 52% dos entrevistados e Bolsonaro, por 43%. Outros 14% disseram não rejeitar nenhum dos dois.

Na comparação com a pesquisa anterior, ambos os candidatos oscilaram dentro da margem de erro de dois pontos percentuais. A quantidade dos que não rejeitam ninguém, no entanto, cresceu de 11% para 14%.