Mostrando postagens com marcador Gospel. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Gospel. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 7 de agosto de 2018

CONTAGEM REGRESSIVA!! MAIS realiza a VIII Edição do Congresso Regional em Chapadinha

CONTAGEM REGRESSIVA!! MAIS realiza a VIII Edição do Congresso Regional em Chapadinha

Por: Valdivan Alves

Serão dois dias de confraternização com atrações e cultos no Ginásio Poliesportivo Raimundo Nonato Vale, na Av Ataliba Vieira de Almeida.

A partir desta sexta-feira (10) e sábado(11), MAIS – Ministério Apostólico Internacional Shalom em Chapadinha, realizará a  VIII Edição do Congresso Regional. O evento pretende reunir todos os membros do Ministério de todo o Baixo Parnaíba e Alto Munim. A entrada é gratuita. 



Este ano, o encontro terá vaiarias atrações gospel, entre elas a cantora Isana e banda, os preletores Apostolo Silvio Antonio e Apostola Alessandra Machado. serão 02 dias de confraternização, louvor e adoração. 

Com o tema “CHAVES DO REINO”, Esse congresso é de grande importância para a região, principalmente porque coloca a cidade como sede do oitavo maior congresso missionário do da região. 

A expectativa é que os visitantes saiam impactados pelo poder de Deus e com a vontade de cooperar para que a obra missionária alcance cada vez mais pessoas. 

O MAIS é conhecido também pelo trabalho social realizado na cidade, o evento permite conhecer um pouco mais do MAIS em Chapadinha. O congresso reúne centenas de evangélicos com o mesmo intuito: levar a palavra de Deus a todos os povos e fortalecer a sua igreja com os ensinamentos da palavra.
Um milhão de evangélicos argentinos nas ruas contra o aborto

Um milhão de evangélicos argentinos nas ruas contra o aborto

“Desafiamos a igreja evangélica a ser protagonista nesta luta”, destaca líder do Parlamento e Fé.

por Jarbas Aragão

Durante final de semana, milhares de evangélicos protestaram contra o aborto na Argentina. O senado do país votará dia 8 a lei que legaliza a prática, podendo mudar a decisão da Câmara dos Deputados que a aprovou em junho.

O ato organizado diante do Obelisco da avenida 9 de Julio, um tradicional ponto de protesto no país, foi o maior dos últimos anos. Durante da marcha, que teve como lema “Salvemos as duas vidas”, os participantes usaram lenços azuis, que caracteriza o movimento pró-vida no país.Além da marcha, pastores evangélicos organizaram vigílias e promoveram campanhas de orações para que a lei não passe. O presidente Maurício Macri disse que não pretende vetá-la, caso passe no Senado.

Os organizadores acreditam que havia 650 mil em Buenos Aires. Entre os muitos discursos, os líderes do movimento lembraram aos evangélicos que, nos períodos eleitorais, muitos candidatos visitam seus templos para obter votos. Os pastores avisaram que farão um alerta nacional para que os fiéis não votem naqueles que se mostrarem a favor da legalização do aborto.

No domingo, outras cidades argentinas também tiveram manifestações do tipo. Em Tucuman foram cerca de 150 mil e, em Córdoba, a movimentação atraiu um número similar. Não existe uma contagem oficial, mas estima-se que elas mobilizaram mais de um milhão em todo o país. Jornais argentinos dão conta que havia muitos católicos e pessoas sem religião participando também.

Parlamento e Fé

Luciano Bongarrá, presidente do Parlamento e Fé. (Foto: Claudia Werhli da Silva)
                          Luciano Bongarrá, presidente do Parlamento e Fé. (Foto: Claudia Werhli da Silva)
Em entrevista ao Gospel Prime, o pastor Luciano Bongarrá, líder do ministério “Parlamento e Fé” diz que, quando a Câmara debatia a legalização do aborto, a Igreja no início não estava atenta à gravidade da situação. Porém, passou a se manifestar fortemente após ela ser aprovada.

“Hoje, em cada província há um grande ativismo das igrejas. Os pastores estão mobilizando suas igrejas e cremos que isso vai ser revertido no Senado”, explica.

Bongarrá destaca que há uma influência estrangeira, pois houve um forte lobby pela legalização, a exemplo do que ocorreu na Irlanda, que também é um país majoritariamente católico. “Organizações multinacionais como a OEA e a ONU têm sua agenda mundial e ela chegou até nós”, denuncia.

Além disso, o pastor entende que “o populismo dos partidos de esquerda insistia fortemente na questão do ‘Estado laico’, mas nunca foi só uma questão religiosa, há fortes argumentos à luz da biologia e da legislação atual do país que protegem a vida”.

O Parlamento e Fé é um ministério paraeclesiástico que atua junto a autoridades, focado na evangelização de políticos e na conscientização que a igreja possui valores inegociáveis. O pastor Bongarrá acredita que “se tivéssemos mais políticos cristãos, a tentativa de legalização não chegaria tão longe”.

Nas últimas semanas, vários senadores foram procurados para ouvirem a posição da igreja. “Nosso ministério está lutando junto às igrejas e junto aos políticos pró-vida para que, apesar da decisão da Câmara, a lei não seja posta em prática. Desafiamos a igreja evangélica a ser protagonista nesta luta e começar um despertamento sobre a gravidade dessa agenda política anticristã”, ressalta. 

Fonte:GP

terça-feira, 31 de julho de 2018

LUTO:Morre o pastor Antonio Gilberto, aos 91 anos

LUTO:Morre o pastor Antonio Gilberto, aos 91 anos


Pastor era referência na área do ensino pentecostal
por: Jarbas Aragão
Pastor Antonio Gilberto.
O pastor Antonio Gilberto da Silva era considerado um dos maiores nomes da teologia pentecostal no país. A família anuncia que ele faleceu nesta segunda-feira (30), aos 91 anos, em sua casa, no Rio de Janeiro.

Além de teólogo foi educador, jornalista e autor de vários livros de sucesso. Dentro das Assembleias de Deus, sua denominação, era visto como uma referência na área de Escola Bíblica Dominical.

O motivo de sua morte não foi divulgado.

Vários líderes pentecostais usaram as redes sociais para prestarem homenagens.

“Meu pai, meu mestre, meu pastor, meu amigo. O maior erudito que conheci, a despeito de ele nunca se dar a conhecer como tal. Já está com o Senhor Jesus o inesquecível pastor Antonio Gilberto, um ícone da Assembleia de Deus. Deixou um grande legado”, escreveu o pastor Ciro Sanchez Zibordi

O pastor Geremias Couto, lamentou a morte do amigo: “Com profundo pesar, acabo de tomar conhecimento da passagem do pastor Antonio Gilberto. Mas também com júbilo por ter ele adentrado os portões celestiais… Sofro profundamente com a perda e pelo que ele representou para a AD, a igreja em geral e para a minha família em particular”.

Silas Malafaia gravou um breve vídeo em homenagem a Antonio, a quem chamou de “gigante da fé” e “uma referência na teologia pentecostal do Brasil”.

Fonte:GP

segunda-feira, 16 de julho de 2018

Médico é demitido por defender que as pessoas nascem com sexo definido

Médico é demitido por defender que as pessoas nascem com sexo definido

Cristão, David Mackereth disse que não podia negar o que a Bíblia ensina
                                                Imagem: Damian Mc Fadden

Após 26 anos trabalhando como médico do Serviço Nacional de Saúde (espécie de SUS do Reino Unido), o médico David Mackereth foi dispensado por causa de suas convicções. Ele teria a oportunidade de assumir uma posição como assessor médico do Departamento de Trabalho e Pensões.

Uma de suas funções seria entrevistar pessoas, mas teria de chama-las pelo “gênero de escolha”. Logo, se um homem entrasse no seu consultório afirmando que era mulher, teria de ser tratado como “senhora”. Em toda a documentação assinada por ele o mesmo padrão precisaria ser seguido.

“Como cristão, acredito que o sexo é determinado tanto geneticamente quanto biologicamente”, explica o médico. “Acabei sofrendo pressão e sabia que poderia pôr fim à minha carreira [no Estado], mas não poderia ficar bem comigo mesmo, se não mantivesse minha convicção. Isso seria mentir e eu não queria viver mentindo.”

Mackereth, de 55 anos, acabou sendo considerado “inapto” para trabalhar no departamento. “Não conseguirei mais nenhum emprego público, as portas estão fechadas para mim”, lamenta.

O médico teme que outros profissionais cristãos também sejam descartados simplesmente por manterem opiniões conservadoras sobre os gêneros. “Eu não estou atacando o movimento de transgêneros, mas estou defendendo meu direito à liberdade de expressão e liberdade de crença”, destacou.

“Estou magoado, mas aliviado porque mantive minha convicção. Acredito com todo o meu coração que Deus nos criou macho e fêmea, e tenho o direito de acreditar nisso”, explicou ele.

O doutor também ressaltou que teme ver o mesmo acontecendo com outras pessoas no Reino Unido. “Eu não estou tentando incomodar ninguém. Eu me importo muito com as pessoas transgênero, mas também devemos ser capazes de dizer no que acreditamos. Caso contrário, podermos nos tornar em um Estado ditatorial, no qual todos seremos escravizados”, avalia.

Finalizou dizendo que nenhum de seus colegas manifestou apoio a ele com toda essa situação. Mesmo assim, ele não se arrepende: “Está claro na minha mente o que a Bíblia ensina sobre gênero”.

Com informações de Daily Mail e GP

sábado, 7 de julho de 2018

Cantor Feliciano Amaral morre aos 97 anos

Cantor Feliciano Amaral morre aos 97 anos

De sua geração surgiram nomes como; Luiz de Carvalho, Jair Pires, Vitorino Silva, Ozeias de Paula, Edgar Martins, e Creuza de Oliveira.

                                                                         Pastor Feliciano Amaral

A notícia da morte do cantor cristão Feliciano Amaral, na manhã deste sábado (07), veio como um sinal de que o homem conhecido como o “Rouxinol do Sertão” enfim descansou em Deus, após semanas internado na Santa Casa em Rondônia.
A triste notícia, no entanto, parece não haver impactado a grande maioria dos artista gospel contemporâneos. Apenas alguns veteranos tiveram a hombridade de reverenciar aquele que veio bem antes destes que ai estão, em um tempo em que a música gospel ainda se chamava “Cristã”, e os valores eram bem diferentes do que vemos atualmente.
Feliciano Amaral não foi apenas um cantor de música cristã, ele foi talvez, um dos mais importantes dos últimos 100 anos.
Pastor Feliciano Amaral
                                                                   Pastor Feliciano Amaral
De sua geração surgiram nomes como; Luiz de Carvalho, Jair Pires, Vitorino Silva, Ozeias de Paula, Edgar Martins, e Creuza de Oliveira.
Confira algumas homenagens feitas ao pastor Feliciano Amaral, durante todo o dia nas redes sociais:
Até o fechamento dessa reportagem, esses foram alguns dos nomes mais populares que se manifestaram sobre a morte do pastor.
Na página oficial no Facebook, que era usada para divulgar sobre o estado de saúde do cantor, a famiília escreveu o seguinte texto:
“Combati o bom combate, acabei a carreira e guardei a fé”…
TRIBUTO A UM SACERDOTE
Às 6:30 de hoje, aos 97 anos, foi promovido à glória o cantor e pastor FELICIANO AMARAL. Começou as atividades como cantor evangélico em 1948, com a gravação do 1ºdisco de 78 rpm do catálogo da gravadora Atlas, ligada à Convenção Batista Brasileira. Este é um dos primeiros registros sonoros de música evangélica do País. O cantor Feliciano Amaral, conhecido como “ROUXINOL DO SERTÃO”, após 70 anos de ministério no louvor e adoração, silencia sua melodiosa voz aqui na terra , e entra no repouso dos santos, onde a eternidade o aguarda para o compor o coral dos santos imortais que pelos séculos dos séculos entoarão os cânticos de Sião. Seus olhos se fecham aqui, mas os louvores que alimentaram os famintos de alma, consolaram os abatidos e edificaram a fé inabalável firmada na Palavra de Deus , perpetuam o legado e história deste sacerdote do louvor.
Deus console os familiares queridos e à todos os amigos e irmãos !
Pela Assembleia de Deus Tradicional no Amazonas/CEADTAM
Pr. Gedeão Menezes”
Ainda não foram divulgadas informações sobre o sepultamento do corpo do pastor e cantor cristão Feliciano Amaral. Em breve publicaremos mais informações.
Fonte: FG

quinta-feira, 5 de julho de 2018

Mais de 8.800 cristãos foram mortos na Nigéria nos últimos três anos

Mais de 8.800 cristãos foram mortos na Nigéria nos últimos três anos

Massacre de cristãos na Nigéria está sendo classificado como genocídio por líderes cristãos do país


Mais de 1.750 cristãos e outros não-muçulmanos foram mortos por terroristas islâmicos na Nigéria desde janeiro de 2018, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira (2) pela Sociedade Internacional pelas Liberdades Civis e Estado de Direito (Intersociety).

Além disso, nos últimos três anos, mais de 8.800 cristãos foram alvejados e mortos por forças de segurança nigerianas, muçulmanos radicais xiitas, pastores da etnia fulani e militantes do Boko Haram.

Em meio ao massacre classificado como “genocídio” por líderes cristãos da Nigéria, mais de 6 mil pessoas foram mortas por pastores fulani desde janeiro, a maioria mulheres, crianças e idosos.

“O que está acontecendo no estado de Plateau e outros estados na Nigéria é puro genocídio e deve ser interrompido imediatamente”, declarou em nota a Associação Cristã da Nigéria.

A Associação ainda pediu à comunidade internacional, bem como às Nações Unidas, para intervirem nos ataques Fulani, temendo que eles possam se espalhar para outros países.

“Estamos preocupados com a insegurança generalizada no país, onde ataques e assassinatos arbitrários de pastores, bandidos e terroristas fulani armados vêm acontecendo diariamente em nossas comunidades, apesar dos grandes investimentos nas agências de segurança”, afirma a instituição.

Movidos pela jihad

O terrorismo promovido pelo Boko Haram e pastores fulani são alimentados pelo radicalismo islâmico no norte da Nigéria. Embora a violência da etnia fulani seja justificada pelos conflitos entre terras agrícolas que sobrevivem através do pastoreio, os dados indicam que outra realidade.

Entre 2004 e 2010, líderes fulani foram militarizados e transformados em jihadistas por radicais islâmicos, a fim de promover a islamização de toda a Nigéria nas próximas décadas. A informação foi confirmada recentemente pelo Fórum Nacional de Anciãos Cristãos, que revelou que “cristãos podem ser extintos da Nigéria até 2043”.

Os padrões dos ataques provocados por jihadistas do Boko Haram e Fulani mostram claramente que os cristãos são seus principais alvos de assassinato. Mais de 95% das vítimas e propriedades destruídas pelo Boko Haram entre 2009 e 2014 foram cristãs.

Mais de 13 mil igrejas e 1.500 escolas cristãs foram destruídas ou queimadas, mais de 11.500 cristãos foram mortos e mais de 1,3 milhão de cristãos foram forçados a fugir de suas casas para escapar da morte, de acordo com a organização Portas Abertas.
 
Com informações: Fonte: Guia-me / com informações de The Christian Post  e CPADNews

segunda-feira, 2 de julho de 2018

“Quase gospel” Simone da dupla com Simaria grava vídeo emocionante e confirma sua fé

“Quase gospel” Simone da dupla com Simaria grava vídeo emocionante e confirma sua fé

A artista já revelou ter sido evangélica na infância

Simone (Reprodução)
A cantora Simone que faz dupla com a irmã, Simaria, revelou estar participando de um retiro espiritual, no interior de Belo Horizonte em Minas Gerais.

A artista está afastada de suas agendas, enquanto resolve questões pessoais que a fizeram desacelerar na sua carreira nos últimos dias.

Considerada por seguidores evangélicos uma artista “quase gospel”, Simone costuma gravar stories cantando musicas religiosas e revelou, inclusive, já ter sido evangélica durante sua adolescência.

Ela publicou alguns vídeos em seu Instagram, falando da experiência de participar do retiro espiritual, e contou o quanto isso está fazendo bem para sua alma. – “Me fez entender coisas que eu não entendia, tem curado a minha alma e o meu ser. Tem coisas na vida da gente, que a gente carrega, que a gente não sabe porque. E quando a gente vem pra cá e tem esse entendimento, a gente fica as vezes… meu Deus! é assim mesmo!”.

Assista ao vídeo:

Com informações: FG

quinta-feira, 28 de junho de 2018

Em 3 dias, centenas de cristãos foram mortos por islâmicos na Nigéria

Em 3 dias, centenas de cristãos foram mortos por islâmicos na Nigéria


Ativista cristão diz que governo esconde o verdadeiro número de assassinatos
Associação cristã atacada na Nigéria (Foto: New Telegraph Online)
Em apenas 3 dias uma das maiores matanças de cristãos dos últimos tempos na Nigéria ocorreu no estado de Plateau. No último final de semana ocorreram seis atentados suicidas do grupo extremista Boko Haram além de assassinatos em massa dos jihadistas da etnia muçulmana fulani.

Apesar de o governo admitir apenas 86 óbitos, há imagens circulando no país comprovando que nem as crianças foram poupadas na sanha assassina. Aldeias foram invadidas, saqueadas e queimadas. O número de mortos pode aumentar, uma vez que em várias localidades todos saíram de suas casas e existem centenas de deslocados.

Segundo Emmanuel Ogebe, ativista cristão que fundou a Jubilee Campaign, campanha para garantir a liberdade religiosa em seu país, o maior massacre da história foi em março de 2010, quando morreram 500 pessoas numa onda de violência no mesmo estado. Já em fevereiro de 2016, 300 foram mortos no estado de Benue.

As mortes do último final de semana mostram que o governo não tem mais controle da situação, embora alegue o contrário.

“É desconcertante que uma pequena minoria muçulmana possa aterrorizar os cristãos, que são em maior número nos estados de Benue e Plateau!”, lamente Ogebe. Ele lamentou que as autoridades pouco estão fazendo para impedir novos ataques. Ainda segundo o ativista, os grupos fulani estão cada vez melhor armados, o que comprova que estão sendo patrocinados por algum grupo terrorista estrangeiro.

“Os ataques foram cometidos por grupos de atiradores que portavam armas sofisticadas, inclusive fuzis de assalto”, declarou ao jornal “Nigerian Tribune” o parlamentar Peter Ibrahim Gyendeng.

“Pior ainda, algumas das comunidades atacadas neste fim de semana já haviam sido atacadas anteriormente”, revela Ogebe. Ele lembra que muito se fala sobre o Boko Haram, que é reconhecido como um grupo terrorista, mas os fulani hoje são mais violentos. Mesmo assim, a imprensa mundial continua tratando como se eles estivessem em um conflito étnico. Embora não seja possível afirmar com toda a certeza que todas as vítimas morreram somente por causa da sua religião.

A denúncia do ativista torna-se mais assustadora quando ele afirma que as autoridades estão escondendo os verdadeiros números de mortos porque o presidente Muhammadu Buhari, um muçulmano da etnia fulani, já está fazendo campanha para ser reeleito.

domingo, 24 de junho de 2018

Samuel Mariano recebe homenagem de Neymar e se emociona

Samuel Mariano recebe homenagem de Neymar e se emociona

Neymar desenhou um coração no stories do Instagram, enquanto ouvia a música de Samuel Mariano.

Samuel Mariano e Neymar (Reprodução)
O cantor gospel Samuel Mariano foi ouvido por boa parte dos 95 milhões de seguidores do jogador de futebol Neymar.

O jogador publicou em seu stories, um trecho da música “Deus estava escrevendo” do cantor. Mais que isso, enquanto ouvia a música do cantor, o jogador desenhou um coração, ato interpretado como uma forma de dizer que gostou bastante daquela canção.

A música foi lançada em forma de EP, pouco mais de um mês após a polêmica em que o cantor se envolveu, com as imagens que foram divulgadas na internet, e atribuídas a ele.

Samuel Mariano escreveu essa música, como uma forma de “resposta” as críticas que vinha sofrendo na internet.

Depois que Neymar publicou o trecho de sua música no Instagram, Samuel Mariano compartilhou a seguinte mensagem:
No post, Samuel Mariano marcou o maestro Rony Barbosa, porque foi ele quem produziu a canção, que foi lançada em tempo recorde. Rony também produziu a música “Fica Tranquilo”, da cantora Kemilly Santos.

Neymar publicar um trecho da música de Samuel Mariano, servirá para o artista, como um combustível para fomentar ainda mais o seu discurso de que Deus está lhe usando ainda mais, mesmo depois de toda a polêmica..

Fonte:FG

quarta-feira, 20 de junho de 2018

CGADB, CADB E CONAMAD, Comemoram 107 anos das Assembleia de Deus

CGADB, CADB E CONAMAD, Comemoram 107 anos das Assembleia de Deus

A igreja fundada pelos missionários Daniel Berge Gunnar Vingren, atualmente é comandada por três famílias

Precisou de apenas 107 anos para que a igreja fundada pelos missionários Daniel Berg e Gunnar Vingren em Junho de 1911, no estado do Pará, se dividisse em três clãs.

A Assembleia de Deus, atualmente dominada por três famílias, comemorou na ultima segunda-feira (18/06), o aniversário de 107 de fundação. As convenções celebraram esta data em festa com seus respectivos membros no último final de semana.

Banner’s foram produzidos para que os membros pudessem espalhar pelas redes sociais. Curiosamente, a CGADB e a CONAMAD, associaram a imagem de seus lideres aos missionários fundadores. Já a CADB, que atua na chamada “Igreja mãe”, preferiu não colocar as fotos do presidente, Samuel Câmara, nem tampouco Daniel Berg e Gunnar Vingren.


Confira as imagens e suas respectivas legendas, conforme foram publicadas em suas redes sociais oficiais:

CGADB


Assembleia de Deus no Brasil, 107 anos pregando a genuína palavra de Deus.
Nessa Assembleia tem palavra, tem doutrina, tem pastores que ensinam o caminho para o céu. Quando se trata de fogo pentecostal, ela é referencial, é Assembleia de Deus.

107 anos de história, 107 anos de vitória, 107 pregando a palavra de Deus e dizendo que Jesus Cristo salva, cura, batiza com o Espírito Santo e em breve voltará.
Por isso podemos dizer que “Até aqui nos ajudou o Senhor”, “somos tantos como a areia da praia” e todos nós fazemos parte desta história.

CONAMAD

Pioneiros do Movimento Pentecostal no Brasil, 107 anos de vitórias e conquistas.

CADB



Com informações: FG

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Família cristã é queimada viva dentro de casa por policiais na Nicarágua

Família cristã é queimada viva dentro de casa por policiais na Nicarágua

Família estava reunida na igreja em frente à sua casa e sofreu o ataque quando retornaram

Uma família cristã evangélica composta por quatro adultos e duas crianças foi queimada viva dentro de casa por forças policiais e paramilitares, a mando do regime governamental do presidente Daniel Ortega.

De acordo com o Canal 10, da Nicarágua, em um relato de última hora, os moradores vizinhos falaram que a polícia decidiu incendiar a casa junto com a família dentro do local.
O incidente ocorreu no bairro de Carlos Marx, em Manágua. Apesar dos dois filhos, um de oito meses e outro de um ano e meio, terem sido transferidos para o Hospital Alemão da Nicarágua, infelizmente as crianças não resistiram e chegaram mortas ao hospital. A informação é do Canal 10 que confirmou a notícia em seu último relatório.
Os adultos, três homens e uma mulher, ficaram completamente queimados, de acordo com os bombeiros. As imagens foram transmitidas de manhã cedo. A Nicarágua está passando por uma forte crise sociopolítica, uma onda interminável de violência e mortes nas mãos da Polícia e forças paramilitares do governo Ortega.
O Centro Nicaraguense de Direitos Humanos (Cenidh), contou 146 mortes de acordo com as notícias da última semana, quando o comandante Ortega "reexaminou" a proposta dos bispos de democratizar o país e negociar a saída pacífica de seu regime.
O lamentável fato contra essa família cristã é que eles foram alvos do ataque por terem princípios cristãos, segundo o Canal 10. A 100% News, outro canal da Nicarágua, relatou ao vivo que a família estava reunida na Igreja Fuente de Vida, que fica em frente à casa que foi queimada.
Foi exatamente o que aconteceu na última sexta-feira (15), quando o Diálogo Nacional, que busca uma solução pacífica, apontou para a crise sociopolítica que já leva mais de 50 dias. Depois de passar oito horas na Conferência Episcopal da Nicarágua (CEN) como mediadora do Diálogo Nacional, o Governo Ortega aceitou que a Comissão Interamericana de Direitos Humanos, a ONU e a União Europeia possam acompanhar a investigação dos crimes.
Com informações: CPAD NEWS

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Ludmila Ferber revela tipo de câncer e usa lenço pra esconder queda de cabelo

Ludmila Ferber revela tipo de câncer e usa lenço pra esconder queda de cabelo

A pastora e cantora gospel já iniciou as sessões de quimioterapia

Ludmila Ferber (Reprodução)
A pastora e cantora gospel Ludmila Ferber, está no centro das atenções no meio evangélico desde que anunciou que estava se tratando de um câncer.

A notícia foi recebida com muita comoção por parte dos amigos e seguidores da cantora, que publicaram mensagens em apoio e se comprometeram a orar por Ludmila. Vários famosos usaram as redes sociais para expressar algum tipo de solidariedade a pastora, neste momento tão difícil que ela enfrenta.

No entanto, Ludmila Ferber vinha mantendo longe do público a informação sobre o tipo de câncer a que foi acometida. Segundo o site Gospel Post, Ludmila falou pela primeira vez abertamente sobre a doença.

Em um vídeo que o site publicou, a pastora revela que o diagnóstico apontou que o câncer está no pulmão.

Ludmila Ferber já iniciou o tratamento com quimioterapia, já é possível perceber os efeitos das sessões em seu corpo. A pastora está utilizando um lenço na cabeça, para encobrir a queda de cabelo, cada vez mais visível.
Ludmila Ferber usando lenço (reprodução)
                              Ludmila Ferber usando lenço (reprodução)

Com informações:FG

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Incêndio destrói igreja e bombeiros encontram diversas Bíblias intactas ao final da operação

Incêndio destrói igreja e bombeiros encontram diversas Bíblias intactas ao final da operação

Um templo foi destruído por um incêndio de grandes proporções, mas os bombeiros encontraram uma série de exemplares da Bíblia Sagrada intactos após a operação de rescaldo do local.

A igreja Lighthouse Tabernacle, na cidade de Crothersville, Indiana (EUA) teve o auditório principal destruído em um incêndio na última semana. Os bombeiros que atenderam a ocorrência acreditam que o fogo começou no escritório do pastor e se espalhou pelas demais áreas.

Segundo informações do portal The Christian Post, as chamas que consumiram o templo chegaram a três metros de altura, o que demandou a mobilização de aproximadamente 45 bombeiros de seis cidades diferentes, todas vizinhas. Felizmente nenhuma pessoa se feriu no incidente.

A emissora de TV local WLKY relatou que tudo foi destruído no local, exceto as Bíblias: “Não posso dizer 100%, mas em mais de 90% as Bíblias não foram queimadas”, disse o chefe dos bombeiros de Crothersville, Charles Densford. “É realmente incrível”, acrescentou o profissional.

O retrato do relato é uma foto feita por um representante da igreja, que mostra um bombeiro segurando uma pilha de exemplares das Escrituras que não foram consumidas pelas chamas: “As duas que estavam no escritório do pastor (onde acreditam que o fogo começou) também foram poupadas”, contou.

O evangelista Sam Stegall, que vive em um trailer atrás da igreja, foi alertado sobre o incêndio no domingo, 03 de junho, por volta das seis da manhã, quando um pedestre notou a fumaça saindo da igreja bateu em sua porta para avisá-lo. Imediatamente Stegall ligou para o pastor Jerry Miles e para os bombeiros.

Quando Miles chegou ao templo acompanhado de um membro da igreja, os bombeiros já trabalhavam no combate às chamas. O prédio havia sido construído em 1975, enquanto Miles dirige a congregação desde 1981.

Agora a igreja fará a reconstrução do templo, e enquanto a obra não é concluída, os cultos acontecerão em um espaço provisório atrás da igreja. “É de cortar o coração porque muito sangue, suor e lágrimas estiveram nessa igreja. Acabamos de passar por um processo de remodelação, era linda por dentro”, disse Tracie Kovener, membro da igreja. “É doloroso, mas acreditamos em Deus. Colocamos nossa fé e confiança em Deus, que é em quem a igreja está firmada”, acrescentou.

fonte:GM

quinta-feira, 7 de junho de 2018

“No caminho do milagre a gente vence tudo”, diz Ludmila Ferber em hospital

“No caminho do milagre a gente vence tudo”, diz Ludmila Ferber em hospital

Cantora que se trata contra um câncer publicou foto em sua rede social

A pastora e cantora Ludmila Ferber que divulgou recentemente o início do seu tratamento contra um câncer, publicou nesta quinta-feira (07) uma foto no hospital onde se trata. Na imagem Ludmila aparece sorridente, com um lenço cobrindo parte do cabelo.

“’Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, amor e moderação.” (II Tim.1.7). No caminho do milagre a gente vence tudo”, disse a cantora em sua rede social.

Desde que descobriu a doença, a Ludmila vem recebendo manifestações de carinho de admiradores de todo o Brasil. Vários deixam mensagens de apoio em suas redes sociais.

“Eu creio na sua cura, e nas promessas do Senhor, minha mãezinha venceu um câncer do endométrio aos 74 anos, no ano de 2016. Se ele te curar ele é Deus, se não te curar, ele continua sendo esse Deus Maravilhoso. Ele sabe de todas às coisas”, disse um internauta no Instagram da cantora.

No final de maio Ludmila informou que está respondendo muito bem as sessões de quimioterapia e que pela fé já está curada.

Fonte GP

quarta-feira, 6 de junho de 2018

LAMENTÁVEL !!! Milhares de cristãos são mortos em Mianmar e a mídia se cala

LAMENTÁVEL !!! Milhares de cristãos são mortos em Mianmar e a mídia se cala

A ONU, inclusive, recusou-se a reconhecer que havia um genocídio contra cristãos, embora fosse o grupo mais atingido.


O mundo todo vem falando nos últimos meses sobre a perseguição generalizada contra os muçulmanos da etnia Rohingya pelos militares de Mianmar. Classificado como “genocídio” e “limpeza étnica” pela ONU, foi igualmente condenada pelo papa Francisco, que visitou o país em 2017.

Contudo, a etnia Kachin, majoritariamente cristã está enfrentando um “genocídio silencioso”, com registros de milhares de mortes nos últimos meses, enquanto a mídia ignora o assunto. Uma situação muito similar a da guerra na Síria e Iraque, onde o Estado Islâmico massacrava todas as minorias religiosas, mas apenas o que acontecia com os yazidis recebia atenção.

Na época, a ONU, inclusive, recusou-se a reconhecer que havia um genocídio contra cristãos, embora fosse o grupo mais atingido.

Agora, a rede europeia de TV Sky News rompe o silêncio sobre a situação dos cristãos em Mianmar. Na noite desta terça, 5 de junho, uma reportagem investigativa revelou que, nas regiões mais isoladas de Mianmar, a minoria Kachin está sendo dizimada.

A equipe de investigação conseguiu viajar e documentar a situação, mostrando testemunhos dos moradores locais, que falaram sobre como a “segunda campanha genocida” está em andamento. A emissora diz que o governo tenta dificultar o acesso dos jornalistas e agências de ajuda à região.

O povo Kachin, que tem lutado pelo seu direito de autodeterminação já formou grupos paramilitares para se defender, o chamado Exército Independente Kachin, que combate os ataques das forças militares ligadas ao governo, guiados pelos nacionalistas budistas.

Os moradores da região relatam que os ataques aumentaram significativamente desde janeiro. Aldeias são invadidas, casas incendiadas e eles não poupam nem as crianças do massacre. “Estou convencido de que o governo está tentando limpar etnicamente o povo Kachin”, disse Lashi Ókawn Ja, mãe de quatro filhos. “Sempre que eles identificam alguém do nosso povo, tentam nos matar. Estupram as mulheres, mesmo as que estão grávidas”.

O general Sumlut Gunmaw, vice-presidente do Conselho de Independência de Kachin, ressalta que o governo está submetendo seu povo a uma grande perseguição. “Talvez suas ações contra nós não sejam tão intensas quanto a violência contra os rohingya, mas suas intenções são as mesmas. Eles querem nos eliminar”, lamentou.

A missão Portas Abertas, que coloca Mianmar em 24ª no ranking dos países onde os cristãos sofrem a pior perseguição em todo o mundo, já alertou para a grande violência contra os Kachin.

Atualmente, centenas de milhares deles são forçados a viver em campos de refugiados internos, sem acesso contínuo à comida e saúde.

Segundo a Portas Abertas, os movimentos budistas radicais, como o Ma Ba Tha, frequentemente visam seguidores de Cristo como seus inimigos, por representarem uma religião “estrangeira”.

O ativista dos direitos humanos San Htoi, advertiu que uma “guerra invisível” está ocorrendo e acusou a mídia internacional de se concentrar apenas na crise Rohingya, ignorando a situação dos Kachin. 

Com informações de Christian Post

Assista:

sexta-feira, 1 de junho de 2018

Em encontro com membros da Assembleia de Deus, Temer pede orações

Em encontro com membros da Assembleia de Deus, Temer pede orações

O aceno de Temer tem por intuito repassar um eventual apoio dos evangélicos ao pré-candidato do MDB, Henrique Meirelles
     (foto: Antonio Cruz/Agência Brasil )
De olho nas eleições, o presidente Michel Temer está se aproximando dos evangélicos para ganhar apoio à candidatura emedebista e ao próprio governo. Em discurso na 45ª Assembleia Geral Extraordinária da Convenção Nacional das Assembleias de Deus no Brasil (Conamad), ele defendeu que os religiosos “examinem projetos” e não “pessoas”. Também não deixou de comemorar o que ele considera como o fim da greve dos caminhoneiros, tendo, inclusive dado “graças a Deus”.

O aceno de Temer tem por intuito repassar um eventual apoio dos evangélicos ao pré-candidato do MDB, Henrique Meirelles, ex-ministro da Fazenda. Enalteceu os feitos na economia, como redução da inflação, dos juros, e medidas aprovadas, como o teto de gastos e a reforma do ensino médio, e pediu que sejam nesses tipos de feitos que os religiosos se amparem, e não necessariamente em candidatos.

“Em momento que vamos entrar em disputa eleitoral, permito dizer que examinem os projetos. Qual o projeto desta pessoa. Quais projetos serão levados adiante. Serão projetos em favor dele ou do país? Se forem projetos em favor do país, podem efetivamente fazer uma boa escolha”, disse. Ao fim do discurso, ele pediu que orassem por ele e pelo governo. “Orando por mim e pelo governo, estarão orando pelo país”, destacou.

Greve dos caminhoneiros

A redução do número de pontos de concentração para 197 focos de protestos, conforme o governo anunciou ontem, é um fator que leva o Palácio do Planalto a avaliar que a greve dos caminhoneiros se encerrou. Para o Executivo federal, a análise é de que as manifestações agora são de cunho de político. Por isso, Temer comemorou com os evangélicos. “Graças a Deus, estamos encerrando a greve dos caminhoneiros. Encerrando por meio de uma atitude minha que tem sido criticada, que é o diálogo. Não do uso da força”, disse.

Com informações: CB

terça-feira, 22 de maio de 2018

FIM DOS TEMPOS!! Argélia: Cristão é condenado a pagar multa por carregar Bíblia

FIM DOS TEMPOS!! Argélia: Cristão é condenado a pagar multa por carregar Bíblia

O jovem cristão, Idir Hamdad de 29 anos, foi condenado em 28 de setembro de 2017, a seis meses de prisão e a pagar uma multa de 20 mil dinares argelinos, apenas por carregar uma Bíblia e outros materiais cristãos.

No último dia 3 de maio, um outro tribunal derrubou a pena de prisão, mas manteve a multa por “importar produtos sem licença”. O advogado de Hamdad, Nadjib Sadek, disse que esperava que as condenações fossem retiradas. Ele chamou o veredito de “ridículo” e afirmou que vai apelar.

“Condenar um cristão por carregar cerca de 20 chaveiros, dos quais quatro ou cinco com cruzes, e cinco echarpes, é uma aberração em vista do artigo 365 do código de imigração. Esses objetos não precisam de autorização para serem importados e nem são caros”, afirmou o advogado.

Entenda o caso

Hamdad estava voltando de um treinamento em abril de 2016 quando foi parado no aeroporto da capital Argel por oficias da imigração, que vasculharam sua bagagem e encontraram a Bíblia, os chaveiros em formato de cruz e outros livros cristãos. Após ficar oito horas detido e ter todo o material encontrado em sua mala confiscado, o cristão foi liberado a 100 km de sua casa. Após esse incidente, ele seguiu sua vida normal. Porém, agora, quase dois anos depois, ele descobriu que seu caso havia sido julgado.

Igrejas e cristãos têm enfrentado crescente intimidação nos últimos meses, levantando a suspeita de que essa pressão sinalize “uma campanha coordenada de intensificação de ações contra cristãos pelas autoridades do governo”, segundo o grupo de advocacia cristã Middle East Concern. Há vários casos semelhantes a esses nos últimos anos que estão congelados. Entre os cristãos, há a preocupação de que esses casos voltem à tona agora.

Fonte: Portas Abertas e VG

quinta-feira, 10 de maio de 2018

Cristãos norte-americanos são libertos da prisão na Coreia do Norte

Cristãos norte-americanos são libertos da prisão na Coreia do Norte

Chegaram da Coreia do Norte, nesta quinta-feira (10), três americanos: Kim Dong-Chul, Tony Kim e Kim Hak-Song. Eles eram prisioneiros e foram libertos após encontro do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, com o ditador norte-coreano Kim Jong-Un.


Kim Dong-Chul é um pastor de 64 anos, que foi preso em 2 de outubro de 2015. No ano seguinte, ele foi condenado a dez anos de prisão em campos de trabalhos forçados por supostamente desenvolver “atos subversivos e espionagem contra o governo”.

Tony Kim – também conhecido como Kim Sang-Duk – foi detido no aeroporto de Pyongyang em 22 de abril de 2017 por cometer “atos criminosos de hostilidade” contra o governo. Ele tem por volta de 50 anos e estava envolvido com trabalho humanitário em orfanatos. Era também professor da Universidade de Ciência e Tecnologia de Pyongyang (PUST), onde os filhos da elite norte-coreana estudam, e onde há uma equipe de voluntários que inclui muitos cristãos evangélicos.

Kim Hak-Song foi preso em 6 de maio de 2017, um pouco antes de sair do país após ter dado palestras por duas semanas na PUST. Ele também foi preso por “atos hostis” contra o regime. A universidade nega que ele tenha sido preso por causa de seu trabalho. A agência de notícias ‘Reuters’ informou, em 2015, que ele havia postado uma mensagem no site de uma igreja coreana-brasileira em São Paulo, em que dizia que “era um missionário cristão que planejava começar uma fazenda experimental na PUST e tentava ajudar o povo norte-coreano a se tornar autossuficiente”.

Como corpo de Cristo, devemos levantar nossa voz pelos mais de 50 mil cristãos que ainda estão cativos em campos de trabalhos forçados na Coreia do Norte. Entre eles, o pastor sul-coreano Kim Jung-Wook, e alguns cristãos chineses que foram sequestrados. O pastor Kim foi condenado à pena de morte por espionagem e por tentar estabelecer igrejas subterrâneas. Como missionário, Kim operava na cidade de Dandong, na fronteira com a China. Lá ele fornecia abrigo, alimento e ajuda em geral para refugiados norte-coreanos que cruzavam a fronteira buscando alívio da fome em seu país.

Pedidos de oração: Ore pela Coreia do Norte, país número um na Lista Mundial da Perseguição desde 2002, ou seja, onde a perseguição contra cristãos é mais severa; interceda pela vida dos mais de 50 mil cristãos em campos de trabalhos forçados. Que sejam sustentados pela força e graça do Senhor e venham a ser libertos; agradeça a Deus pela vida dos que foram libertados, como Hyeon Soo Lim, um líder cristão coreano-canadense que foi preso em fevereiro de 2015, mas liberto em 2017 por motivo de doença.

Fonte: Portas Abertas/VG

terça-feira, 24 de abril de 2018

Congresso reunirá políticos evangélicos de todo o continente no Brasil

Congresso reunirá políticos evangélicos de todo o continente no Brasil

“Parlamento e Fé” é uma iniciativa global que visa conciliar política e valores cristãos

O ministério “Parlamento e Fé” nasceu em 2009 em Buenos Aires, Argentina. Fundado pelo pastor Luciano Bongarra, seu propósito é “fazer discípulos de Jesus Cristo no mundo da política”. Presente em diferentes partes do mundo, seu encontro anual ocorrerá entre 26 e 28 de abril em Gramado, Rio Grande do Sul.

O pastor Bongarra, que preside o ministério explica que a Igreja muitas vezes minimiza o mandato de que o evangelho é para “todas as pessoas”. Isso significa que, muitas vezes, nos sentimos desconfortáveis quando pensamos que para cumprir a Grande Comissão também é necessário levar a mensagem de jesus àqueles que ocupam “espaços privilegiados” na sociedade, incluindo os políticos.

Esse é um dos objetivos que o “Parlamento e Fé” tem levado como prioridade. A metodologia utilizada é realizar encontros estaduais, nacionais e globais. O mais recente, de 2017, foi em Jerusalém e contou com a presença de líderes evangélicos e políticos de países da Europa e da América.

Cientes das mudanças pelas quais passam as Américas, que está vendo a vitória de lideranças políticas conservadoras nas eleições em vários países, o encontro realizado no Brasil fará uma análise da situação e “estimular cristãos comprometidos a ocuparem espaços políticos”, explica Bongarra.

“O governo de uma nação é um papel muito importante, que deve levar a igreja a orar por ele. Nós acreditamos em estados seculares, mas com valores. Já não há lugar para líderes ‘iluminados’ ou ‘religiosos messiânicos’. A política da perspectiva humana é administrar e servir o povo e isso deve ser feito por aqueles que estão preparados. O que não impede que sejam pessoas cristãs”, avalia.

O pastor conta que, na sua origem, o ministério era constituído de apenas três pessoas incrédulas, mas Deus lhe foi dando estratégias e hoje está presente em várias nações, onde procuram reunir políticos e compartilhar com eles a boa nova. “Fazemos reuniões com muita gente, em diferentes lugares. Buscamos que em cada Congresso, de cada cidade, haja um homem de Deus compartilhando os valores de Jesus Cristo”, encerra.

No encontro de Gramado, falarão aos presentes várias personalidade de destaque, como o norte-americano Mario Bramnick, que faz parte do grupo de conselheiros do presidente Donald Trump, Fabricio Alvarado (deputado da Costa Rica que concorreu a presidência do país este ano) e o deputado pastor Takayama, presidente da Frente Parlamentar Evangélica do Brasil.

A organização tem no Brasil como diretor o pastor Gesse de Roure Filho, que a partir de Brasília já faz um trabalho no meio político em vários estados. Maiores informações poderão ser obtidas pelo email parlamentoyfebrasil@gmail.com

O portal Gospel Prime fará a cobertura do encontro para a língua  portuguesa a partir desta quinta (26), com boletins diários e entrevistas.

Com informações:GP